calcanhar de aquiles


            (animus)
onde a mãe te segurou
sob a água em movimento
a flecha penetra
convida-te a ajoelhar
a sangrar desse lugar mortal
que a sua mão não soltou
 
(…)
 
excerto                         ©paulodacosta
de:  notas de rodapé,  LPD 2012
Livro ou ebook vendido pelas Livrarias da Amazon nos EUA GB Espanha Alemanha
This entry was posted in Poesia and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.